sábado, 30 de maio de 2009

PARQUE MAYER

Criado no início dos anos 20 com a intenção de concentrar num mesmo espaço toda actividade teatral lisboeta, o Parque Mayer impôs-se durante anos como centro do teatro de revista e feira popular moderna, sobrevivendo à censura de Salazar e Caetano, à rádio e ao cinema, ao futebol, aos anos quentes pós 25 de Abril, à televisão e às telenovelas. Resistindo a todas as crises e contrariedades a que foi considerada a Broadway portuguesa, apresenta-se à já algum tempo num estado de decadência que mete dó. Sendo aquele espaço em termos económicos e urbanisticos de um valor incalculável tem alimentado a ganância disfarçada de propostas de remodelação urbanística, sem qualquer solução a curto ou médio prazo que trave o desmoronar do pouco que ainda resiste. Tendo utilizado o parque estacionamento público em que a maioria do espaço está transformado e como me fazia acompanhar da máquina fotográfica, não resisti a bater umas chapas deixando aqui algumas que pretendem demonstrar o estado em que se encontra este espaço que merecia uma qualificação patrimonial.
As imagens dizem o que eu em palvras não consigo dizer.









2 comentários:

CMoreno disse...

soberbo este conjunto de registos fotográficos!!momentos históricos que um dia serão recordados!!

Chris disse...

É triste ver este espaço que outrora era de alegria e albergava multidões, estar hoje com este aspecto deplorável.
Boa escolha o local para fotografar, fica assim uma chamada de atenção ou apenas para recordar.